top of page
observatório_smooth_verde_a4.png

Onça-parda é flagrada no Observatório em início de monitoramento

Iniciado em outubro de 2022, o monitoramento de fauna no Observatório do Turismo de Juquitiba fez um grande registro logo em seu primeiro mês: uma onça-parda adulta flagrada percorrendo o circuito de trilhas da sede durante a madrugada. Os resultados iniciais da armadilha fotográfica foram coletados neste mês, reunindo material de outubro, novembro e dezembro. Além da onça, foram captadas imagens de outros mamíferos (paca e tatu-galinha), répteis (teiú) e aves (jacu).


A onça-parda (Puma concolor) é o segundo maior felino das Américas, atrás apenas da onça-pintada. Sendo topo de cadeia alimentar, é um animal importante para a avaliação do equilíbrio ecológico e da conservação de ecossistemas. De ampla distribuição geográfica nos países do continente, a espécie enfrenta riscos na Região Metropolitana de São Paulo e no Vale do Ribeira devido à perda de habitat decorrente do desmatamento e da expansão urbana, além da caça por retaliação pela predação de animais domésticos, principalmente em áreas de fazendas, sítios e chácaras. O registro feito pela armadilha fotográfica captou a onça em rápido movimento e foi necessária uma avaliação pela equipe do Observatório para a confirmação da espécie do animal. As imagens também foram analisadas pelo grupo do programa Grandes Mamíferos da Serra do Mar, parceiro da iniciativa.


Parte do corpo da onça-parda flagrada no Observatório.

Com os resultados animadores, a equipe do programa Grandes Mamíferos da Serra do Mar decidiu estender o período de captação de imagens no Observatório por mais 30 dias. O material coletado será utilizado para fins de pesquisa e planejamento de ações relacionadas à conscientização ambiental da comunidade e conservação de espécies na região.

bottom of page